sábado, 28 de dezembro de 2013

Trail do Cabo Espichel - 21 de Dezembro de 2013

Mais uma prova que fui com o meu amigo Rui, lá nos dirigimo-nos para Azóia com um frio de rachar com o carro a registar a determinado momento 0º C! Chegámos e fomos logo levantar os dorsais, o processo foi extremamente rápido já que passados 2 minutos já estavámos com eles nas mãos. Tirámos umas fotografias e fizemos um pequeno aquecimento.


 


 
Depois de ouvirmos um pequeno briefing foi dada a partida em contagem decrescente e lá seguimos num grande pelotão.










 Nos 3km iniciais foi sempre num percurso fácil e em estradões, de seguida começámos a descer por uma escarpa com paisagens que só estando presente. 






 

Chegámos quase até água, com uma casa como pano de fundo. 




Um pouco mais frente tivemos uma pequena subida mas acentuada com muita pedra, felizmente as pedras formavam uma espécie de degraus. 



Por volta do 6km chegámos ao farol do Cabo Espichel. 




  Olhem só para este par de "cromos"...
 

 
"Picámos o ponto", ou seja a organização utilizou o sistema SI com balizas de orientação para fazer controlo dos atletas, podem ver aqui mais informação sobre este sistema. Continuámos e mais à frente passámos pelo bonito santuário da Nossa Senhora do Cabo, pelo 7km.
 



 
Um pouco mais à frente passámos pela Casa das Águas, outro símbolo icónico do Cabo Espichel.


A vista foi sendo sempre fantástica, junto ao mar.





Mas nem tudo foi um "mar de rosas" por vezes surgiam umas subidas valentes.



Sensivelmente ao 11km surgiu o primeiro abastecimento com água, bananas, laranjas e farinha torrada um bolo local muito bom que deu imensa energia. Depois do abastecimento seguimos por um local onde tivemos que agachar e saltar por cima de troncos de árvores caidos no chão.
 
 
Mais à frente fomos contemplados novamente com uma fantástica vista perto do 17km.


Não foram só fotografias, tivemos que subir também...







Um pouco mais à frente apanhámos uma estrada com areia (que eu detesto) que nos custava a correr, já que os pés se afundavam muito.


Felizmente a paisagem de "cortar a respiração" dava para distrair...






Nas fotos acima já dá para notar que iriamos descer e muito!
 





 
Mas como tudo o que desce tem de subir, lá tivemos de ser umas "cabras da montanha" a subir.
 

 
 
Já do outro lado, quase no topo é que podemos ver bem a dimensão e o desenho do pessoal a descer a escarpa. Cliquem nas fotos para ampliar e verem melhor o belo efeito que os atletas fazem na escarpa.
 


 
Já quase a chegar ao fim lembrei-me de tirar uma foto à minha pessoa.
 


Lá em cima ao canto podem ver uma pessoa da organização
 
A partir do 18km começámos a subir (ainda que de forma ligeira) até ao 22km.
 
 
Ao 22km apareceu-nos uma tremenda encosta para subir.
 



 
Mas, mais uma vez fomos contemplados com uma vista fabulosa.
 

 
A descer tivemos uma descida brutal!
 
 
 
video
 
Já começávamos a desesperar pelo abastecimento, o Rui já não tinha água e eu estava com uma fome tremenda.
 
 


 
O abastecimento lá apareceu por volta do 24km, finalmente! Daí até ao final já não tive paciência para tirar fotos. Tentámos correr o mais rápido possível porque já estávamos a começar a sentir dores e o cansaço geral. Tanto que assim foi que ainda conseguimos fazer o 27km a um ritmo médio de 5m23s. O último km custou-me muito porque foi feito por caminhos estreitos e cheios de vegetação baixa que dificultava um pouco a progressão. Chegámos ao fim com 3h27m! Classifiquei-me em 102º em 197 atletas que terminaram a prova. No final havia águas e fruta, que aproveitámos para recuperar enquanto estávamos sentados. Foram 30km muito bonitos não muito duros, mas com algumas subidas puxadas. Para o ano voltarei porque o nível da organização esteve impecável!
 
 

13 comentários:

  1. Uma prova com paisagens assim é de não faltar em 2014 :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É muito fixe! Para o ano devias de ir, nem que fosse à prova de 15km!

      Eliminar
  2. Hum... com tantas fotos não deve ter sido assim tão duro... :P Deixa lá é apenas inveja quer da prova que parece ter sido impecável como da capacidade de tirar fotos em "andamento". Continuação de bons treinos para esse grande objectivo!
    Abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Deu para suar apesar do frio que estava e para o final já estava com algumas dores. Um abraço

      Eliminar
  3. Bonita reportagem!

    Um abraço, Sílvio, e o desejo dum 2014 com tudo de bom!

    ResponderEliminar
  4. Muito bem, bela prova e belas fotos. Parabéns Silvio...mais um passo em direcção ao grande objectivo de te tornares Ultra-Maratonista.
    Aproveito para te desejar, a ti e aos teus um grande 2014, cheio de saúde e muitos km divertidos.
    Grande abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado! Mais umas quantas longas destas ou maiores e fico pronto... Acho eu... Obrigado e bom ano de 2014!

      Eliminar
  5. Olá Sílvio!
    Fizeste um grande tempo nesta prova bem bonita.
    O Rui estava contigo quando falámos? Se estava, não o reconheci. Um abraço para ele.
    Para o ano é para voltar.

    Um grande 2014 para ti e para os teus.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Andas inspirado, Vitor porque será? ;) Fiz um pouco melhor só porque sou um pouco mais novo :). O Rui estava comigo mas estava congelado com frio, moços novos com frio já viste Vitor? Um abraço e bom ano de 2014

      Eliminar
  6. Foi um belo treino a caminho da Ultra! ;)
    Beijinhos e bom ano!

    ResponderEliminar
  7. Mas isto foi um trail ou um passeio turístico?? Hum?
    concordo com o Rui Doeiro, não deve ter sido assim tão difícil...
    Bom ano de 2014!

    ResponderEliminar
  8. Grande Prova, sim senhor.

    Dá vontade de lá ir, mas por esta altura só se for aos 15 kms.

    Abraço e bons treinos

    Fernando Varela

    ResponderEliminar